Aconteceu!

Papa pede perdão por atitudes não cristãs contra os valdenses

Francisco encontrou-se com pastores da Igreja Valdese em Turim; por parte da Igreja católica, pediu perdão por todas as atitudes não cristãs cometidas contra eles ao longo da história

Da Redação, com Rádio Vaticano

Francisco fala aos pastores e fiéis da Igreja Evangélica Valdese em Turim / Foto: Reprodução CTV

Francisco fala aos pastores e fiéis da Igreja Evangélica Valdese em Turim / Foto: Reprodução CTV

Em atitude de humildade, o Papa Francisco pediu perdão à Igreja Evangélica Valdesa em Turim, na Itália, por todos as atitudes não cristãs cometidas contra eles ao longo da história. O gesto do Papa aconteceu durante o encontro com pastores valdeses nesta segunda-feira, 22, segundo e último dia de sua visita à cidade italiana.

“Por parte da Igreja Católica, eu lhes peço perdão pelas atitudes e os comportamentos não cristãos, até mesmo não humanos que, na história, tivemos contra vocês. Em nome do Senhor Jesus Cristo, perdoem-nos!”.

Acesse
.: Todas as notícias sobre a visita do Papa a Turim

O pedido de perdão por parte do Papa se inseriu no contexto da unidade cristã enfatizada em seu discurso. A unidade não significa uniformidade, explicou o Papa, ressaltando que os irmãos não aceitam sua diversidade e acabam fazendo guerra uns contra os outros. E como fruto desta intolerância, foram cometidos atos de violência em nome da própria fé.

Francisco destacou que, nos dias de hoje, as relações entre católicos e valdeses são sempre mais fundadas no respeito mútuo e na caridade fraterna. Entre os campos de colaboração comum, estão a evangelização e o serviço à humanidade que sofre.

“A escola dos pobres, dos últimos, daqueles que a sociedade exclui, nos aproxima do coração de Deus, que se fez pobre para nos enriquecer com a sua pobreza e, consequentemente, nos aproxima mais uns dos outros.”

Recordando que a comunhão se faz caminhando, com a contínua conversão pessoal e comunitária, o Papa agradeceu pelo encontro, uma ocasião que, para ele, deve confirmar um novo modo de ser uns com os outros. “Olhando antes de tudo para a grandeza da nossa fé comum e da nossa vida em Cristo e Espírito Santo e, somente depois, para as divergências que ainda suscitam.”

Com a visita à Igreja valdesa, o Papa encerrou seus compromissos públicos em Turim. Ao final da manhã, ele se encontrou com alguns de seus familiares, na sede do Arcebispado, para os quais celebraou a Missa.

Antes de deixar a cidade, Francisco encontrará os membros do Comitê da Exposição do Sudário, os organizadores e os financiadores da visita. Às 17h30 locais, o Papa partirá de Turim rumo a Roma.

Fonte: Canção Nova

Deixe um comentÁrio

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Scroll To Top
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com