Aconteceu!

Papa: “O estilo cristão verdadeiro é o das Bem-aventuranças”

Na homilia desta segunda-feira, 21, Francisco refletiu sobre a expressão do Evangelho de São Marcos: “Vinho novo em odres novos”

Da redação, com Vatican News

“Podemos pensar que somos bons católicos, mas não nos comportarmos como bons cristãos. O verdadeiro estilo do cristão é aquele indicado pelas Bem-aventuranças”. Foi o que disse Papa Francisco na homilia da missa desta segunda-feira, 21, na Casa Santa Marta. O Pontífice comentou a emblemática expressão do Evangelho do dia, de São Marcos: “Vinho novo em odres novos”.

Segundo o Santo Padre, o Evangelho, a Palavra do Senhor, é o ‘vinho novo’, mas acolhê-lo não é suficiente para ser um bom cristão. “Isso exige de nós um comportamento novo, um estilo novo que é precisamente o estilo cristão e somente as Bem-aventuranças podem nos indicar. Este é o significado da palavra-chave que encerra o Evangelho de Marcos de hoje”, refletiu o Papa

“Para entender qual é o estilo cristão, melhor entender talvez nossas atitudes que são de um estilo não-cristão”, afirmou o Pontífice que e citou três exemplos de estilos não-cristãos: o estilo acusatório, o estilo mundano e o estilo egoísta.

De acordo com Francisco, o estilo acusatório é o estilo daqueles fiéis que sempre procuram acusar os outros: “Não, mas isso, aquilo… Não isso, não… ele não é correto, ele era um bom católico… e sempre desqualificando os outros. Um estilo – eu diria – de promotores de justiça falidos: estão sempre tentando acusar os outros. Mas eles não percebem que é o estilo do diabo: na Bíblia o diabo é chamado de ‘grande acusador’, que está sempre acusando os outros”.

Leia também
.: Papa no Angelus: escolher o caminho das Bem-aventuranças

O Pontífice afirmou que acusar os outros é uma “moda” atual também presente no tempo de Jesus, e citou frases de reprovação do Filho de Deus com relação aos acusadores: “Em vez de olhar a palha nos olhos dos outros, olhe para a trave nos seus olhos. Aqueles que não pecaram podem atirar a primeira pedra”. Portanto, explicou o Papa, viver acusando os outros e procurando defeitos não é cristão, não é odre novo.

A acusação é também parte do estilo de vida que o Santo Padre definiu como “mundano”, “do mundo”. “Típico daqueles católicos que recitam o Credo, mas vivem de vaidade, orgulho, apegados ao dinheiro, autossuficientes”, caracterizou o Santo Padre, que prosseguiu: “O Senhor lhe ofereceu o vinho novo, mas você não mudou os odres, você não mudou. A mundanidade, a mundanidade é o que estraga muitas pessoas, muitas pessoas! Pessoas boas, mas entram neste espírito de vaidade, de orgulho, de serem vistas… Não há humildade e humildade faz parte do estilo cristão. Devemos aprender isto de Jesus, de Nossa Senhora, de São José, eles eram humildes”.

Por fim, o Papa comentou sobre o estilo egoísta, apontado por ele como presente nas comunidades cristãs. “Penso em ser um bom cristão, eu faço as coisas mas não me preocupo com os problemas dos outros, não me preocupo com as guerras, as doenças, com as pessoas que sofrem, não me preocupo com o próximo. É a hipocrisia que Jesus repreendia aos doutores da Lei”, caracterizou. Por fim, Francisco questionou: “Então qual é o estilo cristão verdadeiro?”.

“O estilo cristão é o das Bem-aventuranças: mansidão, humildade, paciência no sofrimento, amor à justiça, capacidade de suportar perseguições, não julgar os outros … E esse é o espírito cristão, o estilo cristão. Se você quer saber como é o estilo cristão, para não cair neste estilo acusatório, no estilo mundano e no estilo egoísta, leia as Bem-aventuranças. E este é o nosso estilo, as Bem-aventuranças são os odres novos, são o caminho para chegar. Para ser um bom cristão devemos ter a capacidade de recitar o credo com o coração, mas também de recitar com o coração o Pai Nosso”, concluiu.

O post Papa: “O estilo cristão verdadeiro é o das Bem-aventuranças” apareceu primeiro em Notícias.

Fonte: Canção Nova

Deixe um comentÁrio

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Scroll To Top