Aconteceu!

Mensagem do Bispo sobre o Carnaval

O mês de fevereiro é o menor do calendário, nem por isso deixa de ter sua riqueza, assinalando datas importantes. Logo se pensa no Carnaval, e as pessoas costumam dizer que o Brasil só funciona após o Carnaval. É uma ideia equivocada, porque a maioria da população está desde o início do ano trabalhando, e muito.

O que podemos desejar é que os festejos do Carnaval, esta bonita festa popular, tragam alegria verdadeira, não só contentamento que passa rápido, deixando angústia e desgosto de paixões mal vividas, muitas vezes afogadas em bebida.

Algumas categorias de trabalhadores serão contempladas neste mês: dia 1º é dia do publicitário, dia 7 do gráfico, dia 10 do atleta. Sempre nos lembraremos de alguns amigos  conhecidos para homenagear neste seu dia, e isto é bom.

É rico também o calendário religioso que assinala dia 2 como o dia que celebramos Nossa Senhora da Candelária, ela apresenta Jesus “luz do mundo”; dia 3 São Brás, que protege a garganta; dia 11, Nossa Senhora de Lourdes, dia da bênção aos doentes, pois Lourdes é o maior centro de peregrinações de doentes do mundo, e, dia 22, dia da Cátedra de São Pedro.

Mas é na quarta-feira de Cinzas, o dia mais importante. Na minha agenda tem a seguinte frase neste dia: “Tropeçamos sempre nas pedras pequenas, porque as grandes sempre enxergamos”. De fato, são tantas pedras pequenas no nosso caminho que, às vezes, formam obstáculos intransponíveis. E pensar que muitas destas pedras nós mesmos as colocamos!

A quarta-feira de Cinzas assinala o início da Quaresma, tempo propício para refletir mais demoradamente nas pedras do caminho que nos atrapalham em nossa caminhada para Deus e para os irmãos.

Quaresma é tempo de penitência e isto parece anacrônico. Ela, porém, é aconselhada por muitos profissionais admirados e seguidos. Não há penitência maior que o autoconhecimento, é aconselhado por psicólogos. Comer menos, fazer exercícios, o que tira do comodismo, é aconselhado pelos médicos. Ter educação e cordialidade no trato é aconselhado por qualquer agência de emprego. Deixar a preguiça, trabalhar com honestidade é norma em qualquer curso de capacitação. Paciência no trânsito é ensinada em autoescolas e assim por diante…

Não fumar, não beber em excesso é recomendado pelo Ministério da Saúde. Ensinar crianças a ter disciplina é sinal de amor por elas, dizem os pedagogos. Enfim, a penitência está na ordem do dia com outro nome.

Quando os profissionais prescrevem é qualidade de vida. Quando a Igreja propõe com base no Evangelho é atraso, repressão etc. A diferença é que para a pessoa religiosa tudo isto deve ser feito por amor, como Jesus recomenda e não por interesse ou segundas intenções. Vivamos bem o mês de fevereiro que este ano é bissexto, e portanto mais longo.

Via Camila – pascom Santo André

Deixe um comentÁrio

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Scroll To Top
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com