Aconteceu!

Irmão de cristão morto pelo EI diz: abençoar quem nos persegue

Ao ver seus dois irmãos morrerem decapitados, Beshir enfatiza ensinamento cristão sobre o perdão; segundo sua mãe, EI os ajudou a entrar no Reino de Deus

Daniel Machado
Da Redação

Beshir é o irmão de duas das vítimas mortas na Líbia / Foto: Reprodução

Beshir é o irmão de duas das vítimas mortas na Líbia / Foto: Reprodução

Em uma entrevista ao canal de TV árabe Sat7, Beshir Estafanos Kamel, irmão de Bishoy (25) e Samuel (23), dois jovens cristãos coptas decapitados na Líbia pelo Estado Islâmico, testemunhou como seus irmãos morreram professando a fé. “Agradeço ao EI (Estado Islâmico) por não ter cortado o áudio do vídeo no momento em que meu irmão era morto, porque pude ouví-lo professar a fé em Jesus até a morte”, testemunhou Beshir. (Assista ao testemunho no final da matéria)

Leia também
.: Papa comenta morte de cristãos egípcios: “testemunho que grita”
.: Papa oferece Missa pelos 21 cristãos decapitados

O vídeo, divulgado no dia 15 de fevereiro, mostra os 21 cristãos vestidos de macacão laranja em uma praia. Após uma mensagem de ameaça ao “povo da cruz”, os cristãos são brutalmente mortos. Entre eles, estavam Samuel e Bishoy que, segundo o irmão, rezavam enquanto eram mortos. “Eles são um orgulho para toda cristandade e me fazem andar de cabeça erguida e orgulhoso. Todo o nosso vilarejo está orgulhoso de nossos irmãos mártires”, disse Beshir.

Perguntado pelo âncora da TV o que sentiu quando viu os corpos dos jihadistas do EI mortos, após retaliação do governo egípcio dias após a divulgação do vídeo, Beshir disse que esperava uma resposta do governo antes da morte dos irmãos e, citando a Bíblia, disse que o cristianismo nos pede para abençoar aqueles que nos perseguem.

“Desde os tempos de Roma, nós, como cristãos, temos sido alvos de martírio. Isso só nos ajuda a fortalecer nossa fé em tempos de crise; porque a Bíblia nos ensina a amar os nossos inimigos e a abençoar os que nos amaldiçoam”, disse Beshir.

Durante o programa, o apresentador pergunta a Beshir sobre o perdão aos jihadistas do EI. O egípcio diz que o testemunho de sua mãe tem sido a força da família. “Hoje mesmo estava conversando com minha mãe e lhe perguntava o que ela faria se visse um membro do EI na rua, o mesmo que matou nossos irmãos. Ela disse: ‘Eu pediria a Deus que abrisse os olhos dele e o convidaria para entrar em minha casa, porque eles nos ajudaram a entrar no Reino de Deus’”, testemunhou Beshir.

Assista, a seguir, ao vídeo completo:

Fonte do vídeo: canal da Igreja Batista Betel de Mesquita no youtube

Fonte: Canção Nova

Deixe um comentÁrio

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Scroll To Top
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com