Aconteceu!

Homilia na Comunidade Santo Expedito

Meus queridos irmãos e irmãs! Nesta noite celebramos a Eucaristia reunidos nesta Comunidade Santo Expedito e Nossa Senhora Aparecida. Dois padroeiros que nos indicam o caminho do céu. E o caminho do céu só podemos percorrer ouvindo a palavra de Deus e a colocando em prática. Nós acabamos de ouvir a proclamação da palavra de Deus.

 

O que a palavra de Deus nos fala hoje nestes dois trechos da Bíblia que acabamos de ouvir? Primeiro fala do dilúvio. A humanidade que se esquece de Deus. Não se lembra mais de Deus e como consequência de tirar Deus da vida, as coisas não vão bem. Não é Deus que castiga, mas as consequências do pecado, da maldade, da escolha que fazemos de tirar Deus da nossa vida é o que provoca as coisas que fazem mal para nós.

Quando Deus está presente na vida de cada um de nós, em nossas famílias, na nossa sociedade estamos no caminho do bem. Mas sem Deus as coisas desandam. Jesus fala aos discípulos para eles se prevenirem dos fermentos dos fariseus, de Herodes. E eles não percebem a comparação que Jesus faz. Eles pensam: ‘Olha, Ele está repreendendo porque não trouxemos pães’. Jesus diz: ‘Mas vocês tem um coração que só pensam em comida, coisas materiais, não pensam um pouco acima disso’.

O fermento de Herodes, dos fariseus é justamente essa desconfiança em Deus, essa falta de amor a Deus. Por exemplo, os fariseus praticavam todas as regras, mas um dia Jesus disse: ‘Vocês me honram com os lábios, mas o coração de vocês está longe de mim. O coração segue o amor. Cumpra a lei, mas não ama. Fermento dos fariseus sem amor, uma vida religiosa sem fé, a desconfiança de Deus. Herodes pensava apenas num governo voltado para o poder humano, as construções magníficas, o dinheiro, os tributos, mas não valorizava a pessoa humana. Fermento dos fariseus. Esquecer-se de Deus, a sociedade perde o rumo e não consegue valorizar o ser humano.

Jesus nos previne quanto a isso. É preciso olhar o exemplo do próprio Jesus. Jesus com o coração misericordioso multiplica os pães para que as pessoas não tenham fome. Jesus que se preocupa acima de tudo com a pessoa. Jesus quando chegava perto das pessoas não ficava condenando, vendo o pecado, vendo o erro. Primeiro via o sofrimento da pessoa. A pessoa está sofrendo. Mesmo o pecador da mulher adultera Jesus não foi condená-la. ‘Quem não tem pecado atire a primeira pedra’. Depois, Ele diz: ‘Ninguém te condenou. Mas não peques mais’. Então, primeiro Jesus salvou a vida daquela mulher que seria apedrejada. Jesus viu o erro. Mas o erro, Ele condena, mas a pessoa quer salvar. Jesus diz: ‘Vai lá e não peques mais’. Então, o fermento dos fariseus é isso. Tira Deus da sua vida e você é quem manda. Os mandamentos de Deus não servem.

E aí nós temos uma sociedade onde se ocupa o primeiro lugar é o egoísmo, o dinheiro e as pessoas não fazem tanto quanto as coisas materiais.

Meus queridos irmãos e irmãs! Celebrando a eucaristia peçamos a graça de ficarmos firmes na fé. Conhecer Jesus, viver a sua palavra para construirmos em nossa própria vida, um sentido. Uma vida que tenha um rumo, caminhando par Deus e uma sociedade justa, fraterna, onde somos irmãos acima de tudo. Como disse para vocês: Vim celebrar aqui, fazer uma visita. Nossa Diocese é muito grande. Tem 2,7 milhões de habitantes, muitas comunidades, são 105 paróquias. Quero ir em todas. Mas aqui ainda não tinha realizado uma missa.

Então, vim hoje celebrar para dizer a vocês, que continuem firmes. Não desanimem. Às vezes a comunidade corre o risco de desanimar. Nós precisamos se esforçar para sermos bons, cumprirmos a palavra de Deus. Mas parece quanto mais reza, mais assombração aparece. Porém, se nós não rezarmos, a assombração não só aparece. Ela engole a gente. Então, rezando ela só aparece, depois desaparece. Então é preciso perseverar. Ninguém desanimar. E não pense que a nossa oração, os nossos encontros, o ser ‘comunidade’ não tem com Deus o seu valor. Tem sim. Vocês já perceberam como no mundo de hoje tudo leva ao egoísmo, ao individualismo, cada um na sua, cada um por si.

Então, é um milagre de Deus um grupo onde as pessoas se reúnam para fazer alguma coisa juntas. Algo positivo, se encontrar, se querer bem. Porquê? Porque Jesus pediu. Na sua família você está ligado pelo sangue de seu pai e de sua mãe. Aqui é o sangue de Cristo que une. O amor de Cristo nos uniu. E Jesus prometeu no dia hoje: ‘ Eu estou no meio deles’. A comunidade chama a presença de Jesus. E onde está Jesus, está tudo que é bom.

Portanto é necessário que se reúnam, rezem juntos, se confraternizem, se conheçam. A comunidade é sempre uma luz de Deus num bairro. É um local onde Deus se faz presente nos sacrário, na união de todos, na palavra proclamada e na caridade de vida. Na solidariedade e na partilha. Todos esses valores do evangelho não podem desaparecer do mundo. E como permanece no mundo. Através das pessoas de boa vontade. No dia que Jesus os anjos anunciaram ‘paz na terra as pessoas de boa vontade’. São vocês, pessoas de boa vontade, que acreditam em Jesus, na sua palavra e procuram viver o amor de Cristo. A comunidade sinalizar os valores de Deus, do evangelho num local. E unidos quantas coisas boas podem fazer. Que este loca seja abençoado, essa capela, essa igreja dedicada a Nossa Senhora Aparecida. Ela sempre lembra a todos a presença de Jesus no meio da cidade.

Como Deus se faz presente na cidade. Através dos cristãos, que acreditam Nele e procuram viver o que seu Filho Jesus ensinou. Assim, uma comunidade é como essa árvore de Noé. O dilúvio está aí, mas quem está dentro da barca se salva. A comunidade de fé, onde Jesus nos alimenta e nos fortalece. E a comunidade nos ensina a conviver como irmãos e irmãs. Crescendo no amor e no serviço ao próximo. Porque a prova de que estamos no amor é a capacidade de servir.

Vamos continuar a celebração agradecendo a Deus tudo de bom que vocês já fizeram aqui, desde o início, quando começaram a construção, cada um colaborando com seu esforço, com sua esperança. E aqui o que parecia impossível se torna possível pela fé, pela oração e, sobretudo, pela perseverança. Que vocês possam continuar.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO!

O post Homilia na Comunidade Santo Expedito apareceu primeiro em Diocese de Santo André.

Fonte: Diocese de Santo André

Deixe um comentÁrio

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Scroll To Top