Aconteceu!

Histórico

As origens

Por volta de 1513, o português João Ramalho chegou ao Brasil, e ao que parece em São Vicente. Mais tarde ele sobe a Serra do Mar até o Planalto de Piratininga, na região que se chamou Borda do Campo, correspondente hoje aos municípios de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, e partes de Mauá, Ribeirão Pires e São Paulo. Nesta região juntamente com os indígenas locais estabelece uma vila e se casa com a índia Bartira, filha do Cacique Tibiriçá. Em 1549 é levantada uma igreja pelo Padre Leonardo Nunes, sob a invocação de Santo André. O local desta igreja era provavelmente onde hoje está o Hospital Municipal de Santo André. O povoado em torno foi aclamado em 08 de abril de 1553 com o título de Santo André da Borda do campo, até que em 1560 foi extinta, e seus moradores transferidos para as vizinhanças do colégio dos Padres Jesuítas, em São Paulo. O local continuou, servindo apenas como passagem e parada dos que buscavam o Litoral ou o Planalto.

Em 1717 foi fundada numa fazenda de propriedade dos Monges Beneditinos, uma capela dedicada a São Bernardo, onde hoje se encontra o Carrefour Vergueiro. Mais tarde essa região passou a se chamar São Bernardo Velho, para se distinguir do novo núcleo (atual centro da cidade) que se formara a partir de 23 de setembro de 1812, quando a localidade é elevada à categoria de “freguesia” (distrito de paz) com o nome de Bairro de São Bernardo. Este povoado torna-se definitivamente autônomo, com foros de município em 1944, com a denominação de São Bernardo do Campo.

A igreja Matriz

A Paróquia de São Bernardo é criada a 21 de Outubro de 1812 tendo como padroeira Nossa Senhora da Conceição da Boa Viagem, para não se confundir com o Padroeiro da fazenda dos Beneditinos. Ela foi a primeira paróquia do Grande ABC e durante mais de 100 anos foi a única, reunindo os católicos de praticamente toda a região.

A construção da primeira igreja é iniciada em 1814 e terminada em 1825. Depois de várias reformas é demolida em 1949, para que no local tenha continuidade a construção da atual igreja. A nova igreja Matriz idealizada em 1943, durante o paroquiato do padre Jeronimo Angeli, foi projetada pelo engenheiro Jacques Pilon e reestilizada, posteriormente, por Benedito Calixto. Teve, efetivamente, o início de suas obras em 1947, no paroquiato do padre Fiorente Elena e seu término em 1962 (incluindo a torre). Em 1998 ela passou por restauração em suas pinturas, além de uma reforma geral em seu todo, como sacristia, secretaria, teto, vitrais, iluminação, etc.

Obs.: Em 1904, a Congregação dos Padres Carlistas (Pia Sociedade dos Missionários de São Carlos), criada na Itália em 1887 por João Batista Scalabrini, passou a dirigir a paróquia, fato que acontece até os dias de hoje.

DOWNLOAD: Livro-Basílica

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top