Aconteceu!
A figura educadora do pai na família

A figura educadora do pai na família

Queridos pais!

O segundo Domingo de agosto é, para nós, uma data carinhosamente aguardada para celebrarmos a vida e a pessoa daquele que tem a vocação de ser pai.

Ser pai é grandioso. É uma missão dada por Deus que exige responsabilidade, amor, entrega, comprometimento, exemplo de vida.

A figura do pai em uma família é fundamental. Os filhos espelham-se na pessoa e na vida de seu pai. Não é à toa que se costuma dizer: “meu pai, meu herói”. Isso porque aquilo que o pai faz diante dos filhos é o que eles irão repetir pela vida como um carimbo impregnado em suas almas. Pois, se foi meu pai quem fez isso é porque isso é bom. Daí a responsabilidade que pesa sobre os ombros de um pai de família.

A sociedade de hoje está imersa em fatos e atitudes que nos deixam perplexos. O ser humano está muito fragilizado e sofre a carência de bons exemplos.

No dia em que comemoramos o “Dia dos Pais” é uma ocasião muito oportuna para meditarmos sobre a importância do pai na vida da família.

Os gestos, as palavras, as atitudes, tudo isso fala alto e tem repercussão imediata na vida dos filhinhos. Não importa, pai, se você tem um, dois, quatro, cinco, ou muitos filhos. O que importa é a sua presença marcante na vida deles.

Pai é aquele que transmite segurança, força, coragem, firmeza, mas é também aquele que transmite paz, alegria, conforto e bem-estar.

Querido pai, se Você for um transmissor de harmonia, confiança, diálogo e ternura em seu lar, em pouco tempo perceberá alegria e confiança nos olhos e na vida de seus filhos. Eles olham para Você e seguem seus passos e seus ensinamentos, mas lembre-se: a força de seus gestos tem muito mais eloquência para seus filhos do que suas próprias palavras.

Em sua oração pelas famílias, o Papa Francisco pede à Sagrada Família de Nazaré “que nunca mais se faça, nas famílias, experiência da violência, do egoísmo e da divisão: Quem ficou ferido ou escandalizado, depressa conheça consolação e cura”. De fato, como é triste e feio ver um pai agressivo, violento, machucando o fruto do amor!

Hoje, Dia dos Pais, faz-se urgente e necessário uma reflexão que ajude nossos pais a descobrirem cada vez melhor a sua vocação e missão junto à sua família.

Por outro lado, querido pai, quero desejar a Você muita paz no coração, serenidade e sabedoria para agir e atuar com a força e a coragem de quem assumiu e assume a cada novo dia seu papel de “imagem do Pai do Céu”.

Que o Espírito Santo o ilumine e inspire na jornada cotidiana.

Conte com meu apoio e orações.

Um abraço amigo e uma especial bênção a Você e também à sua querida família.

Dom Nelson Westrupp, scj
Bispo Diocesano de Santo André

Fonte: Diocese de Santo André

Deixe um comentÁrio

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Scroll To Top
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com