Aconteceu!

A RESPONSABILIDADE DOS CATÓLICOS NAS ELEIÇÕES 2018

Aproxima-se mais uma eleição, muito importante, pois vamos eleger presidente, senadores, governadores, deputados federais e estaduais. É um momento em que deveremos exercer a cidadania. Sabemos que o católico, de maneira geral, não gosta de política e, na maioria das vezes, não acompanha.

O Papa Francisco afirmou: “A política é uma das formas mais altas da caridade, porque busca o bem comum”. Creio que esta frase soa como uma advertência a nós católicos, pois votamos e, jamais acompanhamos os eleitos, cobrando deles um mandado coerente e que, principalmente, busque o bem comum, a melhoria da distribuição da renda, em suma, que siga o que diz o Evangelho: o respeito à Vida, à Família e ao bem comum.

Reclamamos, de forma insistente, que nossos políticos são ruins, mas temos muita culpa nisto, por um lado pelas várias escolhas erradas que temos feito, não analisando detalhadamente as opções de candidatos que temos e, depois, não fazendo nenhum acompanhamento dos eleitos. Eleição é compromisso, é saber escolher antes e, depois, acompanhar todos os passos dos políticos por nós eleitos e cobrar providências e coerência.

Continuamos ainda com muitas mazelas em nosso país: a corrupção, o gasto público e a aplicação indevida dos impostos pagos, o absurdo da burocracia, a carga tributária que pesa muito mais sobre o assalariado. Mas, o que temos feito para que isto tudo seja modificado?

O Papa Francisco também disse: “A política está muito suja, mas eu pergunto: está suja por que? Porque os católicos não estão nela pelo espírito Evangélico? É fácil dizer que a culpa é dos outros? Mas eu, o que faço? Trabalhar para o bem comum é um dever de todo cristão”.

Precisamos, de uma vez por todas, assumir o nosso dever de católicos e passar a escolher candidatos verdadeiramente cristãos. Devemos eliminar da nossa vida os candidatos e partidos que trabalham para destruir a vida e a família, que defendem o aborto, a eutanásia, etc. Devemos também tomar cuidado com as propagandas enganosas, precisamos buscar as informações verdadeiras dos candidatos. Muito cuidado com os falsos políticos que dizem uma coisa e fazem outra.

Temos que ser coerentes se quisermos melhorar nossa cidade, nosso estado, nosso país e, devemos ser coerentes com nossas escolhas, vivendo e testemunhando em nossas vidas, a maravilha dos ensinamentos da nossa Igreja, enfim, os ensinamentos de Cristo Jesus.

 

Roberto Vertamatti

Deixe um comentÁrio

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Scroll To Top